Aprenda Inglês e Espanhol Todos os Dias

Aprenda Inglês e Espanhol Todos os Dias

17 abr 19

Publicado por
FÊNIX

Aprenda Inglês e Espanhol Todos os Dias

Dominar uma segunda língua é essencial não só para o vestibular, mas também para encarar o mercado de trabalho e se destacar em oportunidades futuras. Para que o aprendizado seja efetivo, é importante que o cérebro seja exercitado diariamente, estimulando a memória e o conhecimento dentro e fora da sala de aula.

 

Dicas como ver filmes com legendas em inglês, ler traduções de músicas e trocar o idioma do celular são comuns, pois facilitam o entendimento de quem está aprendendo um novo idioma e fazem com que o aluno aprenda sem esforço. Por isso, fora das aulas o estudante deve sempre buscar novos estímulos e hábitos cotidianos que não se limitem apenas ao conteúdo gramatical de livros didáticos – mesmo que eles sejam de extrema importância para as provas.

 

Já para praticar, a dica é usar conteúdos de provas anteriores para exercitar o cérebro e, ainda, adquirir um conhecimento amplo e geral sobre questões de língua estrangeira comuns no ENEM e nos vestibulares, aproveitando para aprender e estudar ainda mais sobre aquilo que é realmente relevante. Faça exercícios do idioma escolhido e teste a sua capacidade de compreensão de textos, palavras e regras gramaticais. Para ajudar ainda mais faça listas com os principais verbos e adjetivos, adicionando sinônimos para facilitar o entendimento de cada palavra. Estude também artigos, pronomes e, claro, leia muito para saber interpretar.

 

Praticar é fundamental, mas para que a habilidade no idioma seja ainda melhor, também é necessário escutar. Estudos de 1965 apontam que o cérebro necessita ouvir, em média, 20 vezes a mesma palavra antes de incorporá-la ao vocabulário, porém novas pesquisas defendem o contrário, visto que, muitas vezes, uma única vez é suficiente para aprender a palavra, conhecer a sua tradução e pronunciá-la corretamente. O que dificulta, no entanto, é o entendimento de como utilizar palavras complexas de acordo com o contexto adequado para cada frase. A cada verbo, conjunção e palavra desconhecidos, busque as traduções e, mais do que isso, saiba como aplicá-las em frases, contextualizando para que cada novidade aprendida seja fixada em sua mente. Com isso, a lembrança fica ainda mais fácil, e aí é só aplicar a nova linguagem em frases ditas ou escritas na língua estrangeira.

 

Sabemos que estudar um novo idioma também tem a ver com emoções, e a prática está diretamente ligada ao psicológico, variando de acordo com a disposição e a forma com que cada pessoa enxerga o novo aprendizado. Há quem encare como um desafio, mas há também aqueles que consideram um teste difícil e doloroso. Independentemente da idade, todos são capazes de aprender. Na infância, crianças de até 10 anos estão mais propensas a enfrentar e descobrir novas palavras sem medo, mas é na vida adulta que o conteúdo é, de fato, absorvido para a fluência total do idioma, ou seja, sem desculpas de idade para não aprender.

 

Em sala de aula, as estratégias utilizadas para ensinar inglês e espanhol variam de acordo com cada professor e sua técnica de ensino, mas o fato é que seja qual for o método, os alunos devem, necessariamente, estar expostos mais de uma vez às mesmas palavras, auxiliando na memorização e, claro, no entendimento do termo como um todo, aplicando-o em frases, falas e textos. Aproveite o período de cursinho pré-vestibular para explorar todas as dicas e recomendações de como aprender novas línguas a fim de melhorar o seu desempenho nas provas do ENEM e dos melhores e mais concorridos vestibulares. Estude, pratique, treine e seja bilíngue!

Compartilhe
a publicação
nas suas redes

Deixe aqui
o seu
comentário